728x90 AdSpace

Notícias
10 de abril de 2015

Alimentos anti-inflamatórios



A inflamação é a resposta do nosso sistema imunitário à infecção, irritação, ou ferimento.
É uma resposta normal e um processo natural de cura. No entanto, uma inflamação crónica passa a ser um problema de saúde. Esta pode ser responsável por várias outras doenças, incluindo problemas cardíacos, mas, felizmente, existem medidas preventivas que se podem tomar. Uma dessas medidas é através da alimentação.
Alimentos ricos em açúcar e gorduras são favoráveis para desenvolver uma inflamação, por isso devem ser evitados e substituídos por uma dieta rica em vitaminas, minerais e ácidos gordos ómega-3.

Para começar podemos recomendar 13 alimentos.


SALMÃO

O salmão é rico em ómega-3 e sabe-se que é bom para prevenir doenças cardíacas ou cancro e para reduzir os sintomas de doenças psicológicas. Recomenda-se a sua inclusão na dieta 2 vezes por semana.


AÇAFRÃO DA TERRA

Como contém curcumina o açafrão age como um super-alimento, combatendo a inflamação, ajudando a digestão, diminuindo o risco de cancro e aliviando os sintomas da artrite, por exemplo. Também se diz que contém uma substância que protege o cérebro.


GENGIBRE

Esta é outra especiaria que age como anti-inflamatório porque contém um poderoso composto que ajuda no alívio da dor e que se acredita que tenha propriedades anti-bacterianas. Outras especiarias com propriedades anti-inflamatórias são a pimenta caiena, pimenta preta, alho e canela.


CEREJAS

Um estudo levado a cabo por investigadores da Universidade do Michigan provou que as cerejas podem ter um efeito anti-inflamatório superior ao da aspirina.



CENOURAS

As cenouras são ricas em vitamina A e beta-caroteno, ambos com poder anti-inflamatório. Cozinhando as cenouras e outros vegetais abundantes nestas vitaminas, acredita-se que a quantidade disponível destes elementos aumentará.


ANANÁS e ABACAXI

O ananás e o abacaxi são ricos em vitamina C e na enzima digestiva bromelina, já associada à diminuição da dor e inchaço tanto na osteoartrite como na artrite reumatóide.




COUVE

Para além de ser uma fonte poderosa de vitamina K, vitamina A e C, fibras e carotenóides, a investigação também demonstrou que a couve contém 45 flavonóides diferentes com uma variedade de efeitos anti-oxidantes e anti-inflamatórios. Uma chávena de couve tem também 10% da dose diária recomendade de ácidos gordos ómega-3 que ajudam a lutar contra as doenças auto-imunes.


ABACATE

São uma importante fonte de saudáveis gorduras não saturadas e anti-oxidantes. As propriedades anti-inflamatórias do abacate são tão grandes que se crê que este alimento possa compensar a ingestão de alimentos menos saudáveis.


ESPARGOS

Para além de conterem uma grande dose de vitamina B que funciona como anti-stress, os espargos têm também vários componentes anti-inflamatórios.





AMÊNDOAS

Ricas em vitamina E, contêm uma alta quantidade de gorduras insaturadas que reduzem a inflamação e ajudam a manter as articulações lubrificadas. São também uma importante fonte de ácidos gordos ómega-3, que ajudam a combater a inflamação.




MIRTILOS

Estimulam o organismo para promover a auto-cura e matam os germes graças ao seu alto conteúdo de flavonóides, potássio e vitamina C. São as super-estrelas dos alimentos anti-inflamatórios.




COUVE-FLOR

A couve-flor tem um sem-número de nutrientes anti-inflamatórios para além de ser rica em vitaminas C, K, B6, proteína, tiamina, magnésio, fibras e potássio. Tem também um componente que se pensa poder actuar a nível genético, prevenindo as respostas inflamatórias desde o início.



PEPINOS

Contêm uma substância anti-inflamatória que se acredita ser essencial para manter o cérebro saudável. Melhoram a memória e protegem as células nervosas do declínio próprio da idade. Estão a decorrer investigações do seu efeito na doença de Alzheimer.



@ Green Blender
  • Comentar no Blog
  • Comentários no Facebook

0 comentários:

Enviar um comentário

Item Reviewed: Alimentos anti-inflamatórios Rating: 5 Reviewed By: Fibromialgia em PT