728x90 AdSpace

Notícias
25 de março de 2015

APDF - O Ofício do Excelentíssimo



Pois então lá veio o ofício com a marcação da bendita da audiência... nos seguintes termos:

"Exma. Senhora Presidente da Direcção
Associação Portuguesa de Doentes de Fibromialgia
Dra. Fernanda Margarida Neves de Sá

Por incumbência de S.E. o Sr. Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, junto envio o Oficio n.º 01148 referente ao assunto mencionado em epígrafe.

Com os melhores cumprimentos,
MARIA IRENE MARQUES MENDES NUNES
Secretária Pessoal do Secretário de Estado"




Neste ofício espantaram-me algumas coisas:

1. tentarem despachar-nos para a Comissão Nacional de revisão da lista das Doenças Profissionais
(já nos considero despachados)
2. consideram a fibromialgia uma doença profissional ou referem-se ao facto das incapacidades serem incapacidades para o trabalho?
3. logo abaixo reforçam "Tabela Nacional de Incapacidades por Acidentes de Trabalho e Doenças Profissionais...
4. a tal dita cuja Comissão ser composta elementos de várias entidades ministeriais, a Ordem dos Médicos, representantes sindicais e patronais, entre outros

Desde quando a incapacidade por doença é avaliada por sindicatos e entidades patronais? Eu tenho fibromialgia, devo recorrer ao sindicato? Eu estou doente, devo pedir dispensa à entidade patronal? De que forma estão a fibromialgia ou a diabetes ou o lúpus sistémico relacionados com acidentes de trabalho? Podem ser consideradas doenças profissionais?

Todas as Comissões me dão comichões... de espírito. Mais valia porem o Ministério da Economia a decidir sobre estes assuntos. Há ou não dinheiro suficiente (nos nossos cofres cheios) para mais uma ou duas reformas por invalidez? Não há? Está apto para o trabalho. Incapacidade temporária para o trabalho? Este ano já só temos vagas para 10.000. Tente inscrição no ano seguinte...

5. A senhora secretária chama-se Marques Mendes...



Perante esta belíssima proposta, a APDF viu-se obrigada a tomar decisões, a definir estratégias e, uma vez mais teve que gerir a frustração e a humilhação com que o Governo nos brinda, vezes sem fim.



"DECISÃO DA APDF PERANTE OFÍCIO RECEBIDO


Depois de lermos e relermos o Ofício já aqui publicado, não temos qualquer dúvida de que o Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, não só nos fez uma PROVOCAÇÃO, como Faltou ao RESPEITO a todos os Doentes Fibromiálgicos que representamos!

Assim:

1º. - Dão-nos duas alternativas para a Audiência, perante as quais dispensamos a "simpatia"! Enviaremos como resposta que estaremos lá sim, no dia 09 de Abril, pelas 15h00.

2º. - Tentam aconselhar-nos e enviar-nos para outra Entidade "Comissão Nacional de Revisão da Lista de Doenças Profissionais", o que apenas demonstra que estão a evitar assumir qualquer responsabilidade naquilo que sabem bem ser o pretendido.

3º. - Esta comissão sugerida é composta por diversas entidades ministeriais, ordem dos médicos, representantes sindicais e PATRONAIS entre outros, tendo como competência específica definir a "TABELA NACIONAL DE INCAPACIDADES POR ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS PROFISSIONAIS"

4º. - Tem assento nesta Comissão o Instituto da segurança Social IP, ao qual compete "participar na interpretação e actualização da Tabela Nacional de Incapacidades POR ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS PROFISSIONAIS E DA LISTA DAS DOENÇAS PROFISSIONAIS".

Perante os pontos atrás expostos, a APDF pergunta onde estão inseridos nesta intenção de trabalhos a Incapacidade parcial ou total provocada pela Fibromialgia e nos seus Portadores?

A que propósito foram apenas referidos os ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS PROFISSIONAIS?

SÓ ATRAVÉS DESSAS DUAS HIPÓTESES É QUE PRETENDEM ASSUMIR A INCAPACIDADE DOS DOENTES FIBROMIÁLGICOS? COMO? DE QUE MANEIRA, SE É UMA DOENÇA CRÓNICA E NADA TEM A VER COM FACTORES EXTERNOS À MESMA?

QUEREM BRINCAR CONNOSCO???

A APDF DARÁ A RESPOSTA DEVIDA!

VAMOS, SIM, PRECISAR DE TODOS VÓS!

VAMOS FINALMENTE DAR A CONHECER AO PAÍS O QUE É A FIBROMIALGIA E O QUE PROVOCA NOS SEUS PORTADORES!"
Faço minhas as palavras da Dra. Fernanda Margarida.
Não bastam os "obrigada por tudo o que faz por nós". É altura de nos unirmos para conseguirmos força, de mostrarmos a força que vem da capacidade de nos unirmos.
Quase me apetece dizer que é agora ou nunca!
Por favor, mantenham-se atentos à data em que será marcada a votação na Assembleia da República; será esse o dia ideal para nos manifestarmos.
Segundo as palavras da APDF:
"Precisamos de Todas(os) VÓS!
Quando a Fibromialgia chegar à A.R. para ser discutida em Plenário, o Governo tem já de saber que Não Pode brincar mais com estes Doentes!

Vamos continuar a esconder a nossa Dor e todos os problemas que a mesma nos provoca em todos os parâmetros da nossa vida?

CHEGOU A HORA DE NOS FAZERMOS REPRESENTAR!

Dignamente, silenciosamente, mas PRESENTES na Rua, enquanto dentro do Ministério serão feitas todas as tentativas para ENSINAR e SENSIBILIZAR sobre o que é esta Doença e do que os Doentes tanto precisam!

A fim de um maior conforto, sujerimos a utilização de dorsais (folhas de papel ou pano no peito) e o transporte de cadeiras leves de campismo ou almofadas. Solicitamos o apoio de familiares e amigos.
Oportunamente, a APDF sugerirá as frases mais adequadas ao momento.

A APDF assegurará a respectiva autorização da PSP para esta concentração de Doentes."
  • Comentar no Blog
  • Comentários no Facebook

0 comentários:

Enviar um comentário

Item Reviewed: APDF - O Ofício do Excelentíssimo Rating: 5 Reviewed By: Fibromialgia em PT