728x90 AdSpace

Notícias
30 de março de 2015

9 de Abril - como vai ser?


Como quem tem estado atento já sabe, e quem não sabe, acabará por saber, no próximo dia 9 de Abril, pelas 15h, a Dra. Fernanda Margarida, presidente da APDF, vai reunir-se com o Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social.



Para esse mesmo dia a APDF convocou uma concentração de doentes, em luta pelo direito à inclusão dos fibromiálgicos na Tabela Nacional de Incapacidades.



Agora só falta saber o que se espera para esse dia!

Segundo a APDF publicou na sua página de facebook:

"COMO A APDF VAI ORGANIZAR A CONCENTRAÇÃO:
Às 14.45 h a APDF entrará no Ministério da Segurança Social, acompanhada pelo Dr. Fernando Morgado que continua a disponibilizar-se para nos acompanhar.

1. - A partir das 15 horas, teremos um carro de som em frente ao Ministério, onde será colocado o Logotipo da APDF.

Será ouvido o Hino; serão feitas algumas intervenções de Médicos, Partidos Políticos e Instituições que apoiam a nossa Luta; serão ouvidas as nossas reivindicações; serão ouvidos todos os doentes que pretendam apresentar o seu testemunho das dificuldades de que têm sido vítimas devido à Fibromialgia e à falta de Apoio Estatal, que tem provocado a destruição da sua vida pessoal e familiar. Todos os que pretenderem, terão direito a fazer a sua intervenção.

2. - Atendendo à dificuldade dos doentes manterem qualquer peso nas mãos e muito menos ter os braços levantados, a APDF sugere que sejam usados dorsais, apresentando como diversos exemplos algumas frases que poderão imprimi-las em folha branca de papel A4 e que muito em breve publicaremos.

3. - Embora tenhamos relvado no espaço circundante e alguns bancos, recomendamos o uso de pequenas cadeiras desdobráveis e almofadas, para quem tiver possibilidade de se fazer acompanhar por familiares ou amigos.

A APDF solicita a todos os Doentes que mantenham a máxima dignidade na sua postura, mantendo toda a calma que a nossa Dor exige. A nossa, a vossa Voz será apenas transmitida através do carro de som.

Após o términus da Audiência, a APDF permanecerá junto das Instalações do Ministério e convida, para quem puder manter-se junto de nós, sentadas(os), num ambiente de convívio. Quem pretender pode levar alimentos leves para um pequeno pic-nic, perante o qual solicitamos o máximo de atenção e cuidado com as devidas colocações dos resíduos nos locais respectivos.

A APDF manter-se-à junto das Instalações do Ministério até que seja recebida ou pelo Senhor Ministro ou pelo Senhor Secretário de Estado e só aceitará como resposta no mínimo a promessa de que o caso dos Doentes Fibromiálgicos será analisado! Para isso, serão entregues provas científicas da incapacidade desta doença Crónica e como prejudica os Doentes e sua qualidade de trabalho e respectivas Entidades Patronais, sempre que lhes seja exigida a obrigatoriedade do cumprimento do seu horário total.

A APDF, salvo raras excepções que sejam justificadas pelas respectivas Juntas Médicas, não exige reformas antecipadas, apenas e caso a caso a possibilidade de redução do horário laboral na percentagem que cada caso exija.

Não sendo cumprida essa promessa, a APDF voltará à rua!

Pelos Nossos Interesses!
Pala garantia que vamos ser inseridos na Tabela Nacional de Incapacidades, na medida em que temos uma Doença Crónica e Incapacitante!
Pela melhoria da nossa qualidade de vida!
Pela garantida da obtenção do Respeito a que temos Direito!
Pelo Fim da destruição do nosso corpo e mente! FORÇA, Amigas(os), Unidos, Vamos em Frente!" 


TRANSPORTE: AUTOCARRO A PARTIR DO PORTO


A APDF pensou que não seria correcto da nossa parte solicitar à C.M.P. um autocarro para levar doentes para uma Concentração. Poderíamos correr o risco de perdermos essa facilidade, como foi já solicitado, para o dia em que estaremos presentes na A.R. a fim de podermos assistir ao Plenário em que será discutida a Fibromilagia.

Assim, solicitamos diversos orçamentos e, para já, o mais económico que encontramos foi da Empresa Resende, que fez o preço de ida e volta, com saída do Porto às 11 horas e regresso de Lisboa às 17 horas, para um autocarro de 60 lugares, pelo custo de 650.00 euros mais Iva, dando por pessoa o valor de 12 euros.
Escolhemos este horário, de forma a que possam chegar ao Porto a uma hora não muito tardia.

Para todos os doentes que estejam interessados nesta viagem, agradecemos enviem mensagem privada, com o respectivo contacto e com o número de lugares que pretendam marcar.

A APDF agradece o Vosso Apoio nesta Luta que é Vossa!

Página de facebook da APDF.   - do lado direito, em cima, na página, cliquem em Mensagem e deixem o vosso pedido sobre o transporte.




  • Comentar no Blog
  • Comentários no Facebook

0 comentários:

Enviar um comentário

Item Reviewed: 9 de Abril - como vai ser? Rating: 5 Reviewed By: Fibromialgia em PT